Análise: Vitória é prêmio para um Fluminense que se manteve fiel ao seu estilo e para a chuva de acertos de Abel Braga

Treinador manteve o esquema de três zagueiros, acertou em escalar Ganso como titular e Arias no segundo tempo. Tricolor tem a vantagem para o jogo de volta da final do Carioca

Porto Velho, RO - É possível fazer várias análises ponderadas após a vitória do Fluminense por 2 a 0 sobre o Flamengo, nesta quarta-feira, no Maracanã, pelo jogo de ida da final do Campeonato Carioca. Mas elas podem esperar. 

O cenário é idêntico ao da Libertadores: pode perder por até um gol de diferença que terá a vantagem — e consequentemente será campeão. Porém, antes de lembrar de desastres recentes, é honesto que o tricolor comemore uma vitória merecida.

Sim, o Fluminense mereceu vencer o Flamengo. Não porque teve mais posse de bola ou qualidade técnica, mas porque foi fiel ao seu estilo de jogo do início ao fim da partida. Contou com dois erros individuais para ficar com a vitória? Sim, mas até eles foram forçados pelo Fluminense.

Abel Braga, tão criticado nas redes sociais e arquibancadas, merece ser elogiado quando acerta. Acertou em colocar Willian Bigode como titular e deixar Jhon Arias para o segundo tempo, onde costuma entrar melhor pegando defesas adversárias cansadas. Foi ele quem forçou o erro de Léo Pereira no primeiro tento tricolor.

Abel Braga acertou ao manter a formação com três zagueiros, que foi pensada exatamente para jogos como o desta quarta-feira. A solidez defensiva tão procurada foi vista, apesar de não ter sido perfeita — Fábio ainda fez grandes defesas para salvar o Fluminense. Aliás, a escolha do arqueiro como titular foi mais um acerto. Este dividindo méritos com o preparador de goleiros André Carvalho.

Abel Braga acertou em colocar Felipe Melo em campo mesmo que ainda aparentando não estar 100% fisicamente. Acertou que colocar Paulo Henrique Ganso para dosar a posse de bola nos momentos de maior pressão do Flamengo. Assim, evitou que a bola batesse e voltasse como foi com o Botafogo.

No jogo de volta, o Fluminense terá diante de si o momento mais importante da temporada. Vencer um título diante do maior rival é daqueles momentos que salva o ano. Mas Abel Braga e Willian Bigode já falaram o óbvio: nada está definido.

Mas lembra dessas preocupações sobre segurar vantagem? Isso conversamos durante a semana. Agora, o torcedor tem o direito de comemorar.

Afinal, apenas 90 minutos separam o tricolor do título do Campeonato Carioca.

Fonte: O GLOBO

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem