Vasco inicia disputa da Série B de olho em acesso necessário para guinada em sua história

Clube enxerga no retorno à primeira divisão e na venda da SAF caminho para brigar por títulos novamente

Porto Velho, RO - O Vasco tem a perspectiva de se transformar em um curto espaço de tempo. A guinada que o cruz-maltino vislumbra está condicionada a dois feitos. O mais difícil não é a criação e venda da SAF para a 777 Partners. 

O que pega mesmo começará nesta sexta-feira, às 19h, em São Januário. O time enfrenta o Vila Nova no início de uma caminhada na Série B que precisa terminar com o retorno à primeira divisão. É isso ou um freio gigante nos sonhos.

A venda da SAF para os investidores americanos trará ao Vasco, no momento da assinatura, R$ 120 milhões. A diretoria espera concretizar o negócio em julho. Ao longo de 2023, em caso de retorno à Série A do Brasileiro, o clube projeta um aumento de receitas na ordem de R$ 106 milhões. Um incremento que independe da SAF, proveniente de direitos de transmissão, receitas e mais torcedores aderindo ao programa de sócio-torcedor.

Os dois montantes, somados, darão ao Vasco a condição de investir em infraestrutura, com a conclusão das obras nos CTs da base e do profissional, reforçar o elenco para a disputa da Série A e seguir cumprindo com o pagamento das parcelas do Regime Centralizado de Execuções (RCE). Mais uma temporada na Série B tornará o cobertor bem mais curto e afetará drasticamente os planos, tanto do Vasco, quanto da 777 Partners.

Os investidores americanos estão cientes da obrigatoriedade, por parte da SAF, de quitar o passivo trabalhista e cível criado pelo clube. Somente o retorno à Primeira Divisão imediato criará condições para que o negócio se torne rentável mais rapidamente.

Se o processo andar com a velocidade que as partes esperam, a 777 Partners assumirá o futebol cruz-maltino no no meio da Série B. Um começo ruim pode tornar a missão de voltar para a elite muito complicada, ainda que exista possibilidade de os americanos investirem parte desses R$ 120 milhões iniciais na contratação de reforços já na janela de transferências do meio de ano.

Muito longe de seus melhores dias, com outras quatro participações na Série B no currículo, o Vasco inicia mais uma temporada na divisão de acesso atrás da campanha que poderá ser um divisor de águas na sua história. A torcida parece ter entendido isso. Comprou 16 mil ingressos para o confronto desta noite.


Fonte: O GLOBO

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem