Fluminense: Marcado por artilharias, Cano busca terceiro título na carreira

Atacante enfileira gols decisivos conquistar o troféu de campeão carioca

Porto Velho, RO - Germán Cano está perto de conciliar o melhor dos dois mundos: o inquestionável faro de gols com o resultado coletivo. Os dois marcados na vitória sobre o Flamengo colocaram o Fluminense como favorito ao título carioca. Será, caso a conquista se confirme, apenas a terceira volta olímpica da vida do atacante.

A primeira ocorreu em 2007, quando não jogou, mas fazia parte do elenco do argentino Lanús, campeão do Apertura. Depois, em 2019, o Independiente Medellín venceu a Copa da Colômbia. Cano vivia o auge, tanto que, então com 31 anos, foi campeão e artilheiro do torneio.

Figurar entre os maiores goleadores das competições se tornou rotina para o argentino. Ele soma seis artilharias, todas com a camisa do time colombiano. Curiosamente, tem boas chances de ser campeão carioca com o Fluminense e não terminar o torneio como o jogador com mais gols marcados. Ele soma seis, enquanto Gabigol, do Flamengo, é o artilheiro, com oito.

Ainda assim, o troféu, caso vá para as Laranjeiras depois do clássico de sábado, terá a assinatura do atacante argentino. Na temporada, ele soma nove gols marcados, exatamente um terço de todos feitos pelo Fluminense. 

No momento mais crítico para o tricolor em 2022 até aqui, abre a perspectiva de reviravolta com três gols decisivos. O primeiro, em cima do Botafogo, que colocou a equipe na decisão do Carioca. Os outros dois na vitória sobre o rival rubro-negro, no primeiro jogo da final.

— É impressionante a perseverança dele, é um cara que precisa de pouco espaço para poder finalizar — elogiou Willian Bigode.
Fred de volta

Contratado para tornar o fim de carreira de Fred menos traumático para a equipe, Cano não apenas é o goleador que o veterano não consegue mais ser, como também pode ser o principal responsável por fazer com que a despedida de um dos maiores ídolos da história do Fluminense seja vitoriosa, com troféu nas mãos.

Para a partida de sábado, o camisa 9 tricolor estará à disposição do técnico Abel Braga. Ele ficou fora da primeira partida depois de ser expulso na semifinal contra o Botafogo.

O técnico Abel Braga já sinalizou que não deve fazer alterações na escalação que começou a partida contra o Flamengo, mesmo com a possibilidade de ter dois reforços de peso à disposição para o jogo no Maracanã.

O zagueiro Nino e o atacante Luiz Henrique, ambos titulares antes de se lesionarem, estão em fase final de recuperação. A tendência é que apareçam no banco de reservas e que Luiz Henrique seja opção do treinador para o segundo tempo da decisão.

Nino vinha com dores no adutor da coxa direita e Luiz Henrique teve um trauma no tornozelo direito.

Depois de uma primeira partida da final em que a torcida do Flamengo foi ampla maioria no Maracanã, os tricolores fizeram a sua parte e ajudaram a esgotar os ingressos para o segundo jogo.

As entradas começaram a ser vendidas às 17h de quarta-feira e foram esgotadas em menos de 24h. A expectativa no tricolor é grande após a vitória de quarta.


Fonte: O GLOBO

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem