Oficina do programa “Busca Ativa Escolar” ocorre na segunda-feira (28) em Porto Velho

Encontro será virtual e busca traçar estratégias junto aos gestores e educadores da rede municipal

Porto Velho, RO - O encontro buscará discutir as possibilidades de customização com adequação à realidade do município, através da II Oficina Virtual “Mão na Massa #TôdeVolta”, alusiva à plataforma Busca Ativa Escolar.

A iniciativa é da Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da coordenação do Departamento de Políticas Educacionais (DPE) e da Divisão de Avaliação e Indicadores Educacionais (DIAIED).

Na prática, o programa resgata alunos com evasão escolar, através de ações in loco, onde gestores, orientadores e professores buscam reinserir crianças e adolescentes que, por algum motivo, estão desligados do ambiente escolar.

Prefeitura atuou em ações de busca ativa durante a pandemia

“É um trabalho coordenado. Durante a pandemia, as equipes se dirigiam até a residência dos alunos para conversar com os pais e saber os motivos da ausência escolar. Nessas ações foram entregues materiais escolares, atividades impressas e até kits alimentação, pois as aulas eram de forma remota devido aos perigos de transmissão da doença”, explicou Matilde Consuelo, coordenadora do evento.

De acordo com o censo relativo à evasão escolar, nos últimos três anos houve uma média de 3,4% de distanciamento de alunos das escolas em Porto Velho. 

“Esse número foi influenciado pela pandemia de covid-19. Em um universo de mais de 45 mil alunos, dá a impressão de que é pouco, no entanto, qualquer evasão é preocupante, pois envolve o futuro dessas crianças. Nós não podemos ficar de braços atados. Vamos agir sempre para que seja minimizado e esteja ao nosso alcance esse retorno ao ambiente da educação”, comenta a Secretária Municipal de Educação, Gláucia Negreiros.

A oficina tem caráter formativo e será transmitida, na próxima segunda-feira (28), pelo canal Difor/Semed na plataforma do Youtube, entre as 14 e 16 horas.

Gláucia Negreiros, secretária municipal de educação

PLATAFORMA

A Busca Ativa Escolar é uma estratégia composta por uma metodologia social e uma ferramenta tecnológica disponibilizada gratuitamente para estados e municípios. A intenção é apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão.

Mais de 100 mil estudantes voltaram à escola por meio da Busca Ativa Escolar em todo o país. A iniciativa, lançada em 2017, foi desenvolvida pela Unicef, em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e com apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias
Municipais de Saúde (Conasems).

A Busca Ativa Escolar reúne representantes de diferentes áreas fortalecendo, dessa forma, a rede de proteção. 

Cada secretaria escolar e profissional da educação tem um papel específico, que vai desde a identificação de uma criança ou adolescente fora da escola ou em risco de abandono, até a tomada das providências necessárias para seu atendimento nos diversos serviços públicos, (re)matrícula e permanência na escola.

Todo o processo é acompanhado por uma plataforma que funciona como um grande banco de dados que facilita a comunicação entre as áreas, armazena dados importantes sobre cada caso acompanhado e apoia na gestão das informações sobre a situação da criança e do adolescente no município e/ou estado.


Fonte: O GLOBO

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem