Cheia no rio Machado deixa quase 200 pessoas desabrigadas em Pimenta Bueno

Rios Machado e Pimenta Bueno transbordaram e ultrapassaram a cota de atenção. Ginásio foi disponibilizado para abrigar famílias, mas segundo a prefeitura, nenhuma solicitou o serviço.

Porto Velho, RO - 
Cerca de 193 pessoas ficaram desabrigadas depois que uma forte chuva atingiu a cidade de Pimenta Bueno (RO) no início da semana. Vídeos, divulgados nas redes sociais, mostram casas submersas e pessoas nas ruas. (Veja acima).

Ao g1, a prefeitura do município informou que 136 milímetros de chuvas foram registrados entre terça-feira (8) e quarta-feira (9). Com o grande acúmulo de água, os rios Machado e Pimenta Bueno transbordaram e ultrapassaram a cota de atenção.

De acordo com a administração municipal, "o rio estabilizou e tende a baixar".


Pessoas ficam desalojadas após cheia em Pimenta Bueno, RO — Foto: Escola de Paramotor Asas do Norte

Máxima histórica

De acordo com o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), o rio Pimenta Bueno está bem próximo da máxima histórica. Segundo o órgão, o rio está com 10,18 metros, dois centímetros abaixo da marca história, que foi 10,20 metros.


Rio transborda e atinge casas em Pimenta Bueno (RO) — Foto: Escola de Paramotor Asas do Norte

Segundo o Sipam, o rio Machado, que fica na entrada da cidade e tem confluência do rio Barão de Melgaço com o rio Pimenta Bueno ultrapassou a marca histórica do mês (7,54 metros) e está com 7,63 metros.

O órgão alerta que, toda a água que atingiu a cidade deve chegar em Cacoal (RO), município que está localizado a 43 km de Pimenta e também em Ji-Paraná (RO).

Ajuda

Em nota, a prefeitura de Pimenta Bueno explica que, caso algum morador tenha sido atingido pelas cheias e precise de locomoção, deve acionar o Corpo de Bombeiros pelo 193 ou pela Ouvidoria do município, pelo telefone: (69) 9 8169-9989.

Além disso, um ginásio de esportes foi disponibilizado às famílias que ficaram desabrigadas, mas, segundo a prefeitura, até o momento, nenhuma família solicitou o serviço e todas estão em casas de parentes.

Fonte: G1/RO

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem