6/recent/ticker-posts

Vereador Fogaça acompanha operação da Polícia Civil na SEMOB e requer processo do cascalho


Porto Velho, RO - 
O vereador Everaldo Fogaça (Republicanos), membro da Comissão Permanente de Obras da Câmara Municipal de Porto Velho, disse hoje que irá acompanhar todo o desenrolar das investigações da Operação Basalto, que afastou 20 servidores da Secretaria Municipal de Obras de Porto Velho, envolvidos em um suposto esquema de venda de insumos para empresas do ramo e particulares.


“É uma denúncia grave que envolve recursos públicos, servidores de carreira e comissionados dentro da secretaria de obras. É preciso ir a fundo para saber o que de fato ocorreu e se não houve conivência. Como membro da comissão já solicitei hoje uma série de informações envolvendo inclusive o processo do cascalho da Semob, que é outra denúncia que precisa ser apurada”, ressaltou.


Além do pedido à Semob, o vereador também vai solicitar à Semagric processos sobre o relatório do pagamento de diárias de servidores municipais que atuam na recuperação de vicinais e que estão sendo investigadas pelos MP e MPF.


“A questão da Semob e da Semagric guardam relações parecidas quando o assunto é recuperação de ruas e estradas, pois são obras realizadas em vias públicas na zona urbana e na zona rural. Ontem mesmo durante a sessão popular eu relatei à comunidade de Aliança e aos vereadores presentes a situação das estradas e questionei o trabalho da Semagric”, ressaltou o vereador.


Segundo Fogaça, a Prefeitura retirou maquinário das vicinais da zona rural de Porto Velho para utilização nas obras de asfaltamento da zona urbana.


As vicinais de vários distritos estão intrafegáveis e com dificuldades de escoar a produção, obrigando agricultores e madeireiros a custearem do próprio bolso a recuperação dessas estradas, inclusive para não prejudicar o transporte escolar.

Postar um comentário

0 Comentários