COLUNA SIMPI - Querem acabar com o Simples Nacional, mas estamos atentos


Com destaque para a PL 108/2022 que prevê o aumento do limite do Simples de R$ 4,8 milhões para R$ 8,6 milhões, e do MEI de R$ 81 mil para R$ 144 mil. Tristemente, assistimos a um acordo que foi feito no Congresso Nacional não ser cumprido: o aumento do teto de enquadramento do Simples Nacional. Quando você mantém durante vários anos, que é o caso do Simples, o mesmo valor e a inflação vem subindo, você está excluindo do Simples, através de aumento de carga tributária, várias empresas.

E você está punindo eficiência e produtividade. O projeto encabeçado pelo coordenador-geral da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, deputado federal Marco Bertaiolli (PSD-SP) é imprescindível para corrigir uma defasagem que dificulta a performance plena das atividades das micro e pequenas empresas, ampliando as atividades econômicas desses negócios e beneficiando a economia brasileira. Infelizmente, apesar de ter sido acordado, não foi colocado em votação. Será um grande desafio para 2023.

Existe um claro movimento de pessoas que querem acabar com o Simples, que querem aumentar a carga tributária, que querem punir aqueles que produzem, aqueles que geram riqueza, grande maioria no nosso país as micro e pequenas empresas. E nós do SIMPI, estaremos muito atentos para que isto não ocorra nos vários projetos de reforma tributária que estão tramitando no Congresso Nacional.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem