Alegria dá lugar à tristeza na Fan Fest com a derrota do Brasil

Até a disputa por pênaltis torcedores estavam confiantes na vitória

Porto Velho, RO
- A alegria e animação presentes durante o jogo do Brasil com a Croácia deram lugar à tristeza e ao choro após a confirmação de que a seleção canarinho estava fora da Copa do Mundo. A reação do público que acompanhou a partida na Fifa Fan Fest, na Praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, com a perda dos pênaltis, foi a sensação de não acreditar no que tinha ocorrido. A bacharel de Direito Tatiana Lopes enxugava as lágrimas e dizia que tinha esperança na chegada do hexa. O gol do Neymar no fim do primeiro tempo da prorrogação deu um gás para a certeza da vitória.

“Ali eu já estava pensando no próximo jogo que viria, mas infelizmente não conseguimos. Agora é esperar a próxima Copa e ir para casa com muita tristeza no coração. É o jeito”, lamentou.

O mesmo sentimento teve a diarista Vera Lúcia Souza Brito. “Naquele gol do Neymar eu já estava cantando a vitória e daqui a pouco, empatou. Eu disse que já era porque no pênalti é difícil. Fica para a próxima. O hexa voou. Fazer o quê? Mas eu ainda sou Brasil”, disse.

No fim do primeiro tempo, a confiança no bom resultado mantinha a empolgação dos torcedores. O aposentado José Geraldo da Silva costuma participar de eventos das copas vestido com uma fantasia que representa uma floresta, que, segundo ele, é uma declaração de amor à natureza e às cores do país. “O jogo está equilibrado, a Croácia não é fácil, mas com certeza o Brasil vai vencer de 1 a 0. A final vai ser Inglaterra e Brasil, e o hexa vai ser uma homenagem ao nosso rei Pelé”, disse.

A professora de educação física Kellen Aleixo, que falou com a reportagem da Agência Brasil antes do jogo, também permanecia animada. “A Croácia está muito fechada, mas após a metade do primeiro tempo achei que o Brasil começou a avançar mais e a Croácia a se cansar. O gol vai sair logo no início do segundo tempo com a graça de Deus”, apostou.

A secretária Vanessa de Souza estava animada com a experiência de acompanhar, pela primeira vez o jogo no Fifa Fan Fest. “Eu estou muito feliz, quero vir outras vezes e confiante que o Brasil vai ganhar”, disse no intervalo do primeiro tempo do jogo.

Logo no início do segundo tempo, com a presença mais ofensiva do Brasil, o público vibrava com as possibilidades de gol. Mesmo à distância de onde estava ocorrendo o jogo, a torcida cantava para empurrar a seleção. Mas os minutos foram passando e o jogo foi para a prorrogação. No gol de Neymar, o canto explodiu em Copacabana. “Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”, gritavam.
Pênaltis

O empate na prorrogação levou a decisão para os pênaltis. O eletricista aposentado Aristides Teles manifestou preocupação porque, segundo ele, a Croácia tinha história de vencer nessa modalidade. “Estou preocupado. Esses caras já ganharam nos pênaltis. Depois que eu vi aquele integrante da CBF maltratar um gato tive um pressentimento”, comentou, se referindo ao episódio que ocorreu durante uma entrevista, na quarta-feira (7), do jogador Vinícius Jr, no Catar, quando um assessor da CBF para afastar o animal da mesa da coletiva fazendo um carinho no gato e segurando-o pelo cangote.

O vídeo se espalhou nas redes sociais e muitos especialistas criticaram a forma como o animal foi retirado do local. Depois da perda nos pênaltis, Aristides Teles comentou, “Eu não falei?”, deixando escapar a busca de um motivo para explicar a derrota.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem