Médica alerta para prevenção e cuidados com a diabetes

 

Diagnosticar a doença precocemente é fundamental para o tratamento

Porto Velho, RO - Em alusão ao Dia Mundial do Diabetes, celebrado anualmente em 14 de novembro, a médica generalista Camila Freire, da Unidade Básica de Saúde Agenor de Carvalho, em Porto Velho, reforça os principais cuidados tanto para prevenir a doença quanto para tratar os pacientes.

“O primeiro tópico de prevenção ao diabetes se baseia na alimentação. Diabetes é diagnosticado como o aumento do açúcar no sangue. Baseado nisso, o primeiro método de prevenção é a alimentação adequada e a prática de atividade física”, afirmou.

Para evitar a doença ou diagnosticá-la em sua fase inicial, o que facilita o tratamento, a médica orienta que sejam feitos exames periódicos, independente de qualquer doença relacionada. “O diabetes é diagnosticado através de exames de sangue, através da dosagem da glicemia de jejum e hemoglobina glicada”, disse.

CUIDADOS


Diagnóstico é constatado através de exame de sangue

Aos portadores da doença, a médica orienta que sempre estejam monitorando os índices de glicemia. Desta forma são evitadas as crises de hiperglicemia (aumento do açúcar no sangue) e as complicações que o diabetes pode trazer relacionadas à circulação sanguínea. Além disso, tomar a medicação correta e nos horários certos para manter a doença controlada.

“A gente costuma dizer que o diabetes é uma doença traiçoeira, dificilmente apresenta algum tipo de sintoma, ao contrário da pressão alta ou de outras doenças. Então, a prevenção é sempre melhor. Quanto antes a gente detectar o diabetes, mais fácil de tratar e controlar”, alertou Camila Freire.

ACOMPANHAMENTO

Na UBS Agenor de Carvalho, a exemplo de toda rede municipal de saúde, a pessoa com diabetes é acolhida e recebe todos os cuidados necessários. Através do Programa de Saúde da Família (PSF), o paciente é cadastrado e encaminhado para o clínico geral, dando início ao tratamento.

Após passar pela consulta médica, o paciente segue recebendo todo acompanhamento e orientações dos profissionais da enfermagem. “Caso seja necessário, havendo algum tipo de complicação, a gente solicita o suporte do especialista, que é o endocrinologista”, completou.

DADOS

Atualmente, 7.871 pessoas acometidas de diabetes estão cadastradas na Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). Desse total, 3.080 portadores da doença são dependentes de insulina para controlar a glicemia.

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes, o número de pessoas que sofrem com a doença teve um acréscimo de 74 milhões, totalizando 537 milhões de doentes (adultos) em 2021. No Brasil, já são cerca de 16,8 milhões.


Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem