ONU aprova sanções no Haiti e visa a líder de gangue

Sanções incluem congelamento de bens e embargo de armas

Porto Velho, RO -
O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou sanções nesta sexta-feira (21), incluindo congelamento de bens, proibição de viagens e embargo de armas, a qualquer pessoa que ameace a paz ou a estabilidade do Haiti, impondo as medidas ao líder de gangue mais poderoso do Estado caribenho.

O conselho, de 15 membros, votou por unanimidade para adotar uma resolução redigida pelos Estados Unidos e pelo México. A primeira pessoa sancionada foi o líder de gangue Jimmy Cherizier, um ex-policial conhecido pelo apelido "Churrasco".

Cherizier "se envolveu em atos que ameaçam a paz, a segurança e a estabilidade do Haiti e planejou, dirigiu ou cometeu atos que constituem graves violações dos direitos humanos", segundo o texto da resolução.

"Suas ações contribuíram diretamente para a paralisia econômica e a crise humanitária no Haiti."

Os autores do esboço se uniram a membros do conselho, incluindo China e Rússia, para aprovar as sanções.

No mês passado, gangues lideradas por Cherizier bloquearam a entrada do terminal de combustível Varreux, na capital Porto Príncipe, para protestar contra um anúncio do governo de cortar os subsídios aos combustíveis.

A maioria dos suprimentos de gasolina e diesel secou e os haitianos também enfrentam escassez de água potável, em meio a um surto mortal de cólera.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem