Diretor de instituto de pesquisas registra B.O por uso do nome de empresa em pesquisa falsa envolvendo eleições em Vilhena e governo

Juvenil Coelho defende lisura de quase 40 anos de trabalho do Instituto Phoenix

Porto Velho, RO - O empresário José Juvenil Coelho, de 72 anos, diretor do Instituto Phoenix, procurou a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), de Vilhena, nessa sexta-feira, 21, para denunciar o uso do nome de sua empresa para disseminar falsa pesquisa nas redes sociais.

De acordo com o Boletim de Ocorrência nº 182179/22, Juvenil relata que havia registrado uma pesquisa de intensão de votos para governo do Estado de Rondônia, para que fosse realizada nos próximos dias.

Contudo, antes mesmo que a pesquisa fosse realizada – segundo ele – alguns veículos de comunicação e perfis de redes sociais divulgaram números utilizando o nome de seu instituto.

Com isso, registrou a ocorrência para que o fato possa ser investigado e os culpados responsabilizados na forma da lei.

Juvenil visitou a redação do Extra de Rondônia e explicou que houve manipulação do resultado. “Um link que vem sendo distribuído nos grupos de aplicativo de políticos na cidade mostra a inclusão criminosa de um dado ´fantasma´ na disputa para a eleição suplementar.

A pesquisa para o Governo de Rondônia foi realizada, mas em nenhum momento se falou na disputa em Vilhena, que é uma eleição à parte. Na realidade, na pesquisa ao Governo, foi inserido um percentual que nada tem a ver com a sondagem, no material publicado”, disse Juvenil Coelho.

Segundo Juvenil, que defende uma lisura de quase 40 anos de trabalho do Instituto, os números sugerem claramente a tentativa de beneficiar um candidato plantando uma ´pegadinha´ que não guardam com a pesquisa que realmente foi autorizada pela Justiça eleitoral. “Tomaremos providências judiciais”, garante.


Fonte: Extra de Rondônia

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem