Líderes latino-americanos manifestam apoio a Cristina Kirchner

Promotores pediram 12 anos de prisão para vice argentina por corrupção

Porto Velho, RO
- Líderes latino-americanos manifestaram apoio à vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, depois que promotores argentinos pediram pena de prisão de longa duração para ela, em processo de corrupção no qual é suspeita de envolvimento.

Em carta amplamente divulgada nas redes sociais, os presidentes de México, da Colômbia e Bolívia disseram apoiar Kirchner, dois dias depois que um promotor federal pediu que ela recebesse sentença de 12 anos de prisão caso seja considerada culpada. Ela é acusada de fraudar o Estado e de envolvimento em esquema para desviar fundos públicos enquanto era presidente, de 2007 a 2015.

“Essa perseguição visa a retirar Cristina Kirchner da vida pública, política e eleitoral, bem como enterrar os valores e ideais que ela representa, com o objetivo final de implementar um modelo neoliberal”, diz a carta.

O documento também foi assinado pelo presidente argentino, Alberto Fernández, que disse que Kirchner é vítima de "perseguição judicial".

A ex-presidente argentina, uma das principais figuras políticas do país, lidera a ala mais linha-dura da coalizão peronista de centro-esquerda que governa o país desde o fim de 2019.

O veredito e a possível sentença serão decididos por um juiz, o que pode levar meses, segundo a mídia local.

Kirchner poderá recorrer de qualquer decisão, adiando o veredito final por anos.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem