EUA adiam teste de míssil intercontinental por tensões sobre Taiwan

 

Manobras já haviam sido adiadas em consequência da invasão da Ucrânia

Porto Velho, RO - O governo dos Estados Unidos adiou um teste que estava planejado há muito tempo do míssel balístico intercontinental Minuteman III, da Força Aérea dos EUA, para evitar que as tensões com a China piorem durante a demonstração de força de Pequim perto de Taiwan, afirmou o porta-voz de segurança nacional da Casa Branca, John Kirby, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (4).

A China decolou dezenas de aviões e disparou mísseis no Estreito de Taiwan nesta quinta-feira, um dia depois de a presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, fazer uma visita à ilha autônoma. A China considera Taiwan parte do seu território e nunca renunciou ao uso de força para trazê-la ao seu controle.

A Força Aérea dos EUA havia planejado conduzir o teste esta semana, disse Kirby, mas o lançamento será remarcado para o futuro próximo, acrescentou, sem citar exatamente qual será a nova data.

“Enquanto a China executa exercícios militares desestabilizantes perto de Taiwan, os EUA estão demonstrando um comportamento de uma potência nuclear responsável ao reduzir os riscos de erros de cálculo e de percepção”, disse Kirby.

“Não acreditamos que é do nosso interesse, do interesse de Taiwan, do interesse da região, permitir que as tensões piorem ainda mais, e é por isso que um teste do Minuteman III ICBM marcado há muito tempo para esta semana foi adiado para o futuro próximo”, afirmou.

Em abril, o Exército dos EUA cancelou um teste do seu míssil balístico intercontinental Minuteman III. Aquele adiamento teve o objetivo de reduzir as tensões nucleares com a Rússia durante a guerra em andamento na Ucrânia.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem