Escola municipal de Porto Velho se destaca por projetos sustentáveis

Professoras criam maneiras lúdicas para envolver os pequenos nas atividades

Porto Velho, RO
- Inaugurada oficialmente há pouco mais de dois meses pela Prefeitura de Porto Velho, a Escola Municipal de Educação Infantil Odília Pereira de Oliveira atende 306 crianças de 2 a 5 anos e já se destaca pela realização de diversos projetos com os alunos.

Ao todo, 16 turmas funcionam no local, sendo oito em cada turno. A unidade atende crianças da creche 2, creche 3, pré 1 e pré 2. Trata-se de uma escola-modelo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Escola participa de projeto-piloto sobre sustentabilidade

Além das salas de aula, refeitório, cozinha, pátio, banheiros e salas do setor administrativo, entre outras dependências, as salas onde estudam as crianças da creche 2 são equipadas com banheiro interno, banheira e fraldário.

“Nossa escola é um projeto-piloto de escola sustentável. Inclusive estamos com várias parcerias de instituições que vão nos ajudar a implementar esse projeto de escola sustentável”, informou a diretora da escola, Joelza Pedrosa.

PROJETOS

Um dos destaques é a construção de uma horta dentro do terreno da escola. O projeto surgiu com o apoio e incentivo da Secretaria Municipal de Educação (Semed). “Já estamos produzindo e abastecendo a própria escola com os produtos para a salada que é servida na merenda escolar”, comentou a titular da Semed, Gláucia Negreiros.

A horta já produz tomates, couve, espinafre, cebolinha, coentro e pimenta doce, entre outros.

Joelza Pedrosa, diretora da Escola Odília Pereira de Oliveira

Outro projeto ensina as crianças a fazerem a separação entre lixo seco e orgânico. “Temos as lixeiras seletivas nesse projeto que é voltado para o cuidado com meio ambiente. As crianças aprendem a separar o lixo e colocar na lixeira correta”, contou.

Os projetos funcionam durante o ano inteiro e os alunos são ensinados e motivados a se envolverem na prática, por meio da educação ambiental. As professoras levam as crianças até a horta, onde elas participam do plantio, ajudam a regar e até a colher as hortaliças.

ÓLEO DE COZINHA

A instituição também firmou parceria com uma empresa para dar a destinação correta ao óleo utilizado na cozinha da escola. Em palestra, o dono da empresa ensinou a maneira correta de recolher o produto e até forneceu os recipientes para os servidores e pais de alunos. Todo restante do óleo será transformado em sabão e outros produtos de limpeza.

“Uma escola sustentável é uma instituição que ensina e incentiva a proteção ao meio ambiente, inclusive à comunidade”, ressaltou o empresário.

REAÇÃO

Conforme a supervisora escolar, Roberlia Gusmão, a proposta da escola vai além da alfabetização, proporcionando uma prática de vivência e respeito às pessoas e à natureza.

“É partindo da vivência e das brincadeiras. Ensinamos também com as músicas, os movimentos e pela interação com as outras crianças. Elas estão reagindo maravilhosamente bem, são crianças muito presente e participativas. Vemos que está dando resultado, porque elas têm prazer em vir para a escola”, completou.


Fonte: Prefeitura de Porto Velho

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem