Fluminense: Diniz justifica saída de Nathan e tranquiliza sobre situação de Ganso; meia será reavaliado no Rio

Camisa 10 do Fluminense foi substiuído aos 18 minutos do primeiro tempo devido a um desconforto muscular. Reavaliação mostrará se terá condições de enfrentar o Vila Nova na próxima quarta-feira

Porto Velho, RO - O Fluminense teria dois motivos para se preocupar após o empate em 1 a 1 com o Palmeiras, no Allianz Parque, no último domingo. Mas, tudo indica que as notícias não são tão ruins quanto pareciam. 

Primeiramente, pelo desconforto muscular sentido pelo meia Paulo Henrique Ganso. Depois, pelo pedido de substituição pelo também meia Nathan. Mas segundo o técnico Fernando Diniz, não há motivos para pânico. A menos até a reavaliação no Rio de Janeiro.

Segundo o treinador, a situação que mais preocupa é a de Ganso. Tanto que o camisa 10 virou dúvida para a partida contra o Vila Nova-GO na próxima quarta-feira, às 21h30 (horário de Brasília) no Serra Dourada, pelo jogo da volta da terceira fase da Copa do Brasil. O jogador será reavaliado no retorno ao Rio de Janeiro para saber a gravidade do problema. Já Nathan foi apenas cansaço.

— Nathan foi cansaço. E o Ganso foi só um desconforto, mas nada grave. Tanto que ele ficou em campo ainda, bateu o escanteio. Então alguma coisa aconteceu, mas nada para a gente ficar muito preocupado — afirmou Diniz, também explicando o quanto a saída do camisa 10 impactou no seu esquema de jogo:

— Não impactou no que eu tinha pensado, impacta que você perde o jogador mais criativo do time, o cara que tem mais proximidade com o jogo que eu proponho, tanto pela qualidade que ele tem quanto por já termos trabalhado juntos. 

Nesse momento estava sendo nosso jogador mais decisivo. Mas minha proposta de jogar não mudou absolutamente nada. Os jogadores que entraram foram bem, e foi um coletivo muito forte. O time hoje conseguiu fazer um grande jogo na minha opinião.

Ganso sentiu um problema na coxa direita e pediu para sair após cobrar um escanteio. Ele deu lugar a Nonato aos 18 minutos de jogo e iniciou tratamento no banco de reservas. No momento da substituição, o placar estava em 0 a 0.


Fonte: O GLOBO

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem