Djoko e Nadal duelam em polêmica sessão noturna nesta terça em Paris

Decisão contraria opinião do espanhol, com 13 títulos em Roland Garros

Porto Velho, RO - O aguardado duelo desta terça-feira (31) entre o tenista número um do mundo, Novak Djokovic, e o 13 vezes campeão de Roland Garros, Rafael Nadal, será realizado na polêmica sessão noturna do Aberto da França, apesar de o espanhol ter expressado reservas contra os jogos no saibro nesse horário.

A sessão noturna, para a qual o Amazon Prime tem direitos exclusivos de transmissão na França, começa às 21h (horário local) - 15h45 no horário de Brasília - e foi incluída pela primeira vez no Aberto da França na edição de 2021.



"Não gosto de sessões noturnas no saibro. Sou muito claro sobre isso", disse Nadal, que desfruta de um status quase mítico em Roland Garros, onde tem uma estátua erguida em sua homenagem. "Não gosto de jogar no saibro durante a noite porque a umidade é maior, a bola fica mais lenta e pode haver condições muito pesadas, especialmente quando está frio. Acho que faz uma grande diferença no modo como se joga tênis no saibro durante a noite e durante o dia", acrescentou.

Carlos Alcaraz e Alexander Zverev também disseram que não gostariam que sua partida pelas quartas de final, também na terça-feira (31), fosse realizada na sessão noturna. O jogo entre o espanhol e o alemão será o terceira do dia na Quadra Philippe Chatrier.

A rivalidade entre Djokovic e Nadal é tão quente que as regras habituais tendem a não se aplicar quando os dois pesos pesados do tênis mundial se enfrentam no Aberto da França.

No ano passado, o toque de recolher da covid-19 foi adiado para permitir que os torcedores ficassem mais tempo em Roland Garros quando Djokovic derrubou Nadal nas semifinais, e este ano a partida será transmitida gratuitamente no Prime Video, disseram os organizadores.

Perguntado sobre sua escolha durante uma entrevista na TV, Djokovic disse com um sorriso: "Eu só posso dizer que Rafa e eu faríamos pedidos diferentes"."Como jogadores de ponta, nós temos pedidos, mas esses pedidos nem sempre são aceitos", acrescentou.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem