'Partygate': Polícia de Londres emite 20 multas por festas em Downing Street durante quarentena

Escândalo gerou crise no governo de Boris Johnson; autoridades não divulgaram nomes de pessoas penalizadas

Porto Velho, RO — A Poícia Metropolitana de Londres anunciou que 20 multas serão emitidas no inquérito policial sobre festas realizadas na sede do governo britânico durante as quarentenas impostas para combater a Covid-19. 

Os investigadores disseram que não vão identificar os multados individualmente nem confirmar a quais eventos as penalidades se referem. No entanto, o governo anunciou anteriormente que informaria se o primeiro-ministro Boris Johnson fosse alvo de sanções.

O episódio ficou conhecido como "partygate" e gerou uma crise no governo de Boris. O premier resistiu a pedidos para renunciar, incluindo de alguns membros de seu Partido Conservador, prometendo reformular seu governo e pedindo aos parlamentares que esperassem o fim da investigação policial para concluir se houve violação da lei.

Além do inquérito, o governo também realiza uma investigação interna, conduzido pela alta funcionária Sue Gray. O premier também já se comprometeu a divulgar publicamente o relatório completo dessa apuração após o fim do trabalho da polícia.

Segundo a polícia, os avisos das multas serão repassados ao Escritório de Registros Criminais, que tem a responsabilidade de emitir as penalidades de forma individual. Os destinatários têm 28 dias para pagar ou contestar a multa. 

Se optarem pela contestação, a polícia analisará o caso e decidirá se pode retirar a multa ou se deve encaminhar o assunto para a Justiça. Há possibilidade de que mais penalidades sejam emitidas até o fim da investigação.

"Estamos fazendo todos os esforços para progredir nesta investigação com rapidez e concluímos uma série de avaliações. No entanto, devido à quantidade significativa de material investigativo que ainda precisa ser avaliado, encaminhamentos adicionais podem ser feitos ao Escritório de Registros Criminais", disse um comunicado da polícia.


Fonte: O GLOBO

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem