Com BR-364 alagada por rio, motoristas buscam rotas alternativas entre Ariquemes e Porto Velho


A RO-439 foi uma das vias que serviu de desvio para que os motoristas pudessem sair de Ariquemes e chegar em Porto Velho.

Porto Velho, RO - Por causa do fechamento da BR-364, devido à cheia do rio Jamari, dezenas de motoristas usaram rotas alternativas no fim de semana para viajar entre Ariquemes e Porto Velho.

As entradas para os municípios de Rio Crespo e Cujubim foram as rotas alternativas mais usadas pelos condutores que preferiam não esperar por horas em filas quilométricas na BR-364 .

A RO-439, que passa por Rio Crespo, por exemplo, serviu de desvio para que os motoristas pudessem sair de Ariquemes e chegar em Porto Velho.


Motoristas usam rotas alternativas no Vale do Jamari — Foto: Rede Amazônica

No entanto, segundo apurado pela Rede Amazônica, essas estradas vicinais e rodovias não foram feitas para serem utilizadas por grandes veículos, como uma carreta com nove eixos, por exemplo.

As estradas também quase sempre não tem asfalto, são estreitas, de difícil acesso e com pontes de madeira que podem ceder devido ao excesso de peso dos veículos e com isso causar acidentes. No fim de semana uma carreta tombou em uma dessas estradas alternativas.

Porém, na tentativa de chegar ao destino mais rápido, vários motoristas optaram por essas estradas, inclusive empresas de transporte de passageiros

De acordo uma das gerências de transporte rodoviário em Porto Velho, durante os dias que a BR-364 ficou totalmente interditada, a empresa usou a rota alternativa que passa pelo município de Cujubim.

Fonte: G1/RO

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem