Prefeitura adquire equipamentos de automação bioquímica para UPAs de Porto Velho

Investimento proporciona maior agilidade nos resultados dos exames

Porto Velho, RO - A Prefeitura de Porto Velho fez um investimento estratégico para dar maior agilidade na liberação de exames. A partir de agora, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) contam com três novos equipamentos de automação bioquímica. O investimento gira em torno de R$ 217.500,00 adquiridos com recursos próprios.

Segundo o diretor da Gerência da Divisão de Apoio e Diagnóstico da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Douglas Miranda, duas automações já existiam nas UPAs Leste e Sul e serão substituídas pelo novo equipamento. O investimento proporciona maior agilidade e confiança nos resultados dos exames. Os equipamentos retirados serão instalados nas UPAs José Adelino da Silva e em Jaci-Paraná.

“Teremos todos os prontos atendimentos da prefeitura com automação de bioquímica. Antes, a rotina era mais demorada na bancada fazendo os exames e, agora, a automação passa a oferecer maior agilidade para o profissional de laboratório”, informou. Dessa forma, há a capacidade de realização de 160 testes/hora.

Com o novo equipamento, as UPAs passam a entregar 22 tipos de exames, o dobro do que já realizava anteriormente com os semiautomáticos. Entre eles, os marcadores cardíacos, hepáticos, além de detectar inflamação e infecção. “Digamos que, agora, há um upgrade na oferta de exames nas unidades. Assim como antes, há todo um cuidado para garantir que esse equipamento tenha um resultado de qualidade”, acrescentou Miranda.


Servidores das Upas passaram por treinamento no novo equipamento

MENOR TEMPO

Após a coleta, o paciente da saúde pública terá condições de receber o seu resultado em menor espaço de tempo. “O laboratório funciona sob demanda. O equipamento é pequeno, mas robusto. Ele está calibrado e operacional. Os médicos já têm ciência do rol de exame disponíveis”, explica o diretor. Um dos destaques é que há uma maior celeridade na liberação dos resultados, mais economia em reagentes, entre outros.

TREINAMENTO

Cerca de 120 servidores de laboratórios das UPAs realizaram treinamento para a utilização do novo equipamento. O instrutor foi Luciano Ottone de Oliveira, da ACTL Serviços, empresa especializada em manutenção e reparação de aparelhos e instrumentos de medida, teste e controle de equipamentos laboratoriais sediada em Belo Horizonte.

Para a farmacêutica e responsável técnica da UPA Leste, Janismeire da Silva Assunção, participante do treinamento, há uma maior facilidade no dia a dia de trabalho. “A demanda feita anteriormente em aparelho semiautomático era de 30 minutos, agora é liberada em menos tempo, pois podem ser feitos vários exames ao mesmo tempo. Ajuda e facilita muito a vida de um biomédico e da população”, finaliza.

Texto: Etiene Gonçalves
Foto: Saul Ribeiro
Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem