GOLPE DO CASAMENTO - Jovem que deu queixa após noivo fugir dias antes do casamento e levar moto calcula prejuízo de R$ 10 mil com festa cancelada


A mulher de Votorantim (SP) também acusa o ex de deixar um prejuízo de R$ 30 mil em dívidas com cartões de crédito, empréstimos, compra de computador e a moto que foi levada.

Porto Velho, RO
- A mulher de 26 anos que deu queixa na polícia após o noivo fugir dias antes do casamento e levar a moto dela calcula um prejuízo de R$ 10 mil com o cancelamento da festa dias antes da cerimônia, em Votorantim (SP). A mulher também acusa o homem de deixar um prejuízo de R$ 30 mil em dívidas com cartões de crédito, empréstimos, compra de computador e a moto dela.

Katia Katerine Lourencio de Lima  iria se casar na quarta-feira (2) com Douglas Henrique Martins, e que algumas coisas já estavam pagas e prontas, como vestido, fotografia e viagem. A noiva foi abandonada seis dias antes e descobriu que seu veículo, uma moto, havia sido levado e que o rapaz deixou diversas dívidas.

"Meu pai já tinha comprado a viagem da lua-de-mel e precisou pagar uma multa de 25% do valor. Já tinha ido ver meu vestido também, estava com ele. A festa faríamos na casa de um dos padrinhos, mas tínhamos encomendado a comida e as lembrancinhas. Como ele sumiu na quinta-feira, eu consegui cancelar tudo. Foi meu pai que resolveu, mas os prejuízos da festa chegam a R$ 10 mil".

Com a repercussão do caso, o então noivo entrou em contato com a Kátia na tarde de quinta-feira (3) para questionar sobre as postagens realizadas por ela nas redes sociais, mas não disse nada sobre o paradeiro da moto.



Jovem faz queixa na polícia após ex-noivo cancelar casamento dias antes e sumir com moto — Foto: Arquivo Pessoal

Cartões de crédito para comprar móveis no nome da noiva

Segundo Katia, o casal se conheceu no ano passado, através de uma amiga em comum, e em junho de 2021 engataram o namoro. Na época, a jovem trabalhava na área de segurança e pediu demissão para trabalhar com o namorado na área financeira.

"Eu larguei meu emprego e comecei a trabalhar com ele no mercado financeiro. Baixei o aplicativo, fiz uma conta e ele começou a me ensinar. Só que nesse tempo eu sofri um acidente de moto e ele me falou que eu precisava recuperar meu psicológico, que eu estava muito abalada."

Em novembro, o casal ficou noivo e, segundo a jovem, o homem deu a ideia de pegarem alguns cartões de créditos para conseguirem comprar os móveis da futura casa. As contas estavam no nome da jovem, mas o então noivo tinha acesso.

A mulher relata que, após algum tempo, descobriu que o homem havia usado o limite dos cartões e que não havia pago as dívidas. Com isso, a mãe da jovem emprestou dinheiro ao homem para quitar o que estavam devendo. No mês de janeiro, a jovem constatou que as dívidas não haviam sido pagas e que chegavam a R$ 40 mil.

"Eu já tinha perguntado sobre as dívidas do meu cartão e ele falou que não sabia. Eu simplesmente soube que ele sempre esteve mentindo. Até o momento que meu nome estava sujo por causa dos cartões eu estava perdoando, mas depois da moto eu surtei."

Com o casamento todo pago e marcado para quarta-feira (2), o homem decidiu ir embora no dia 27 de janeiro, levando a moto e o computador de Katia.

O boletim de ocorrência foi registrado por apropriação indébita. Até a última atualização da reportagem, a moto e o computador da jovem não haviam sido recuperados.

Fonte: G1

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem