Vice-prefeito Maurício Carvalho recebe dose de reforço e pede para que população não deixe de se vacinar

Dose de reforço é administrada 4 meses após a segunda dose ou a dose única

Porto Velho, RO - Entendendo a importância de completar o ciclo vacinal contra a covid-19, o vice-prefeito de Porto Velho, Maurício Carvalho, recebeu a dose de reforço na última terça-feira (18). O local escolhido para a aplicação foi a Escola Municipal Francisco Lázaro dos Santos, na zona Sul da cidade.

“Tendo em vista o número de casos que estão surgindo é muito importante que a população procure uma das unidades de saúde do nosso município e garanta a proteção, inclusive das nossas crianças”, ressaltou Maurício.

Na ocasião, o vice-prefeito também levou sua filha para receber a dose de proteção contra o vírus. A imunização do público infantil já está disponível para crianças com 11 anos de idade nos pontos de aplicação da cidade.

Já para crianças com comorbidades, a faixa etária chamada é de 5 a 11 anos, que pode receber o imunizante nas escolas ao lado das unidades de saúde nos bairros Aponiã, Caladinho, São Sebastião e Castanheira.

Para os adultos, assim como crianças de 11 anos sem comorbidades, todas as unidades de saúde do município, e também o ponto no Porto Velho Shopping, estão à disposição para receber a população com a primeira e segunda dose, além da dose de reforço, no período da tarde.

Herivan Rosélio garantiu a vacinação da filha de 11 anos

Herivan Rosélio Nogueira, de 49 anos, é pai da pequena Júlia Maria, de 11 anos. Contente pela oportunidade de levar a filha para receber a dose de esperança, ele fala da importância de se manter protegido.

“Eu sou a favor da vacinação e foi por isso que eu trouxe a minha filha para tomar a vacina. Para mim é muito importante, pois ajuda a prevenir o contágio do vírus além de manter todos protegidos”, disse.

Além das crianças, a Prefeitura reforça o pedido para os moradores que ainda não retornaram para tomar as doses de reforço. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), 70% das pessoas que procuraram as unidades de saúde, na última semana, alegando os sintomas da influenza H3N2, foram positivados com a covid-19.

Texto: Carlos Sabino
Foto: Carlos Sabino

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem