Saiba o que é a monilíase oral, doença que fez Zé Neto cancelar shows

 

Conhecida popularmente como sapinho, infecção por fungo é comum em pessoas que fizeram uso de corticoide, como é o caso do cantor

Porto Velho, RO 
- Após passar por tratamento com corticoides para lidar com um problema nos pulmões, o cantor Zé Neto, da dupla com Cristiano, decidiu cancelar toda a agenda de shows até 9/1 por mais um problema de saúde. De acordo com a assessoria de imprensa do artista, ele está com monilíase oral.

O fungo que causa a condição é chamado Candida albicans, e a doença também é conhecida como candidíase oral, o famoso sapinho. O patógeno aparece normalmente em bebês e pessoas com imunidade baixa, e é comum em pacientes que, como Zé Neto, fizeram uso de corticoide.

Apesar de habitar na pele, é possível que esse fungo se prolifere e leve ao aparecimento de sinais e sintomas de infecção, como placas brancas na boca, dor e ardência na região. O tratamento para a candidíase oral deve ser feito com enxaguantes bucais, antifúngicos e correta higiene oral, devendo ser orientado por um clínico geral, dentista ou pediatra, no caso das crianças.


Apesar do quadro médico, a equipe do artista afirma que Zé Neto “está bem e o tratamento que ele está fazendo já está quase concluído”




O cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, tem realizado tratamento nos pulmões devido a uma mancha com aspecto de vidro fosco que causa falta de ar ao cantar.



Segundo a assessoria de comunicação do artista, “este tipo de problema pode ser resquício da Covid-19 e também é uma das consequências do consumo do Vape", cigarro eletrônico muito utilizado pelo cantor.


A mancha indica lesão nos pulmões encontrada em alguns tipos de câncer, processos inflamatórios causados por bactérias, vírus ou fungos e casos de fibrose pulmonar.


A condição também passou a ser relacionada a sequelas deixadas pela Covid-19Instagram/Reprodução


Segundo artigo publicado no Jornal Brasileiro de Pneumonia, o aspecto de vidro fosco é um dos sintomas mais inespecíficos e pode causar alterações patológicas agudas ou crônicas, alveolares ou intersticiais no corpo.


De acordo com pesquisadores da UFRJ e UFCSPA, o local onde as lesões se encontram pode ajudar na hora do diagnóstico, que deve ser complementado por outros dados clínicos e laboratoriais.



Apesar do quadro médico, a equipe do artista afirma que Zé Neto “está bem e o tratamento que ele está fazendo já está quase concluído”.



O cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, tem realizado tratamento nos pulmões devido a uma mancha com aspecto de vidro fosco que causa falta de ar ao cantar.

Principais sintomas

A candidíase oral normalmente provoca o aparecimento de sinais e sintomas como:
Camada esbranquiçada na boca;
Placas de uma substância cremosa na boca;
Aparecimento de aftas na língua ou na bochecha;
Sensação de algodão dentro da boca;
Dor ou ardência nas regiões afetadas;

Em casos mais graves, pode haver também sinais de inflamação no esôfago, o que pode causar dor e dificuldade para engolir.

Esse tipo de candidíase é mais comum em bebês, e acontece porque o fungo pode ser passado através do beijo e o sistema imunológico do bebê ainda está em desenvolvimento.
Possíveis causas

O fungo do gênero Candida é encontrado naturalmente na pele e nas mucosas, sem causar qualquer tipo de problema. No entanto, quando existem alterações na imunidade ou presença de fatores que favoreçam o seu crescimento, é possível que o fungo se desenvolva mais que o normal, levando ao aparecimento de candidíase.

Alguns fatores que aumentam o risco de desenvolver candidíase oral são:


Doenças endócrinas, como diabetes ou hipotireoidismo;
Deficiências nutricionais, como falta de ferro, vitamina b12 ou ácido fólico;
Doenças do sistema imunológico, como aids;
Doenças do sangue, como leucemia ou agranulocitose.
Boca seca (xerostomia), que pode ser causada pela síndrome de Sjögren ou pelo uso de certos medicamentos;
Dieta rica em carboidratos;
Uso de alguns tipos de medicamentos, especialmente antibióticos ou corticoides;
Uso de dentaduras à noite, trauma ou má higiene bucal;
Tabagismo ou uso de drogas.

Além disso, crianças, idosos e mulheres grávidas também têm mais tendência a apresentar candidíase oral, já que o sistema imune está ligeiramente mais enfraquecido.

Como é feito o tratamento

O tratamento para candidíase na boca deve ser indicado pelo clínico geral, dentista ou pediatra, no caso dos bebês e das crianças, e pode ser feito em casa por meio da aplicação de antifúngicos na forma de gel, líquido ou enxaguante bucal, durante 5 a 7 dias.

Além disso, durante o tratamento é importante ter alguns cuidados, como escovar os dentes pelo menos 3 vezes por dia com escova de dentes de cerdas macias e evitar comer alimentos gordurosos ou com açúcar, pois acabam favorecendo o desenvolvimento e proliferação dos fungos.

No casos mais graves, em que o uso de enxaguante bucal não tem o efeito desejado, o médico por indicar o uso de remédios antifúngicos orais.

Um ótimo tratamento caseiro para a candidíase é o chá de poejo, com propriedades que diminuem a proliferação dos fungos e ajudam a acelerar o combate à infecção.


Fonte: Metrópoles

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem