Comando da PMDF afasta major que ordenou carona para amigo pelo 190

 

O comandante-geral da PMDF confirmou que o major que ligou ao 190 e pediu carona será afastado das funções que exerce no Subcomando-Geral

Porto Velho, RO - O major da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) que ligou para o 190 e ordenou “carona em viatura” para um funcionário dele será afastado das funções que exerce no gabinete do Subcomando-Geral da PMDF. A informação foi confirmada à coluna Grande Angular pelo comandante-geral da PMDF, Márcio de Cavalcante Vasconcelos, nesta quinta-feira (30/12).

Vasconcelos informou que o Comando-Geral da PMDF vai instaurar procedimento apuratório competente para a investigação do caso.

“O Comando da PMDF ratifica que não compactua com nenhuma atitude de qualquer policial que seja contrária à legalidade e aos princípios éticos e morais que devem reger a administração pública”, disse.


Em 22 de dezembro, o major Fábio Borges, responsável pela ligação para o 190, estaria “visivelmente embriagado” quando ordenou o traslado em uma casa do Park Way. Ele mandou que os militares que atenderam a ocorrência levassem um de seus funcionários de volta para residência dele, em Ceilândia.

Questionado a respeito da ordem, aparentemente ilegal, o major teria afirmado que a determinação havia partido do subcomandante-geral da PMDF, Hércules Freitas. “[Os policiais] Podiam falar com quem quisessem, pois era uma ordem do subcomandante-geral”, relata o registro de atividade policial.

Durante a abordagem, o Centro de Operações da Polícia Militar confirmou que a ligação havia sido feita de fato pelo subcomandante-geral. Diante do desdobramento, os militares foram orientados a realizar os procedimentos que achassem cabíveis.



Fonte: Metrópoles

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem