URGENTE

JUSTIÇA: Porta-voz do MBL é detido após chutar e chamar de “criola” cozinheira de restaurante

Porta-voz do Movimento Brasil Livre (MBL) em Belo Horizonte (MG), Thiago Dayrrel foi detido por policiais na noite de sábado (9) após participar de uma confusão em que teria agredido e chamado de “criola” a cozinheira do restaurante Takos Mexican Gastrobar, localizado na Savassi, região de bares da capital mineira.

Além de porta-voz do MBL, Dayrrel atua como assessor parlamentar do PSDB na Assembleia Legislativa de Minas Gerais – segundo informações de seu perfil nas redes sociais – e é apoiador de Jair Bolsonaro.

Segundo reportagem do portal BHAZ, Dayrrel teria se exaltado ao reclamar do atendimento quando foi pagar a conta. Segundo funcionários do restaurante, ele teria jogado o cartão bancário e dito: “Cobra essa porra logo”.

Uma das cozinheiras teria se aproximado e pedido para o rapaz ter calma, quando ele disparou: “Não coloca a mão em mim, sua criola”. Dayrrel teria agarrado a cozinheira pelo pescoço e dado um chute na perna dela, antes de ser detido por policiais militares.

Detido, ele teria alegado que só se defendeu ao ser agredido por quatro funcionários, tese que ainda sustenta. A PM (Polícia Militar) levou Dayrell para a Central de Flagrantes. Ele foi ouvido pelo delegado de plantão e responderá, ao menos, por vias de fato.

O restaurante enviou nota ao portal BHAZ informando que repudia toda e qualquer forma de preconceito, como o racismo, além de desrespeito ou violência. “A empresa esclarece, ainda, que está aguardando a apuração da polícia sobre o caso e está colaborando com as informações necessárias”.

Nenhum comentário