URGENTE

No Paraguai, Mosquini se reúne com milhares de estudantes brasileiros de medicina, na defesa do Revalida



Representando a Câmara Federal, durante dois dias o Deputado Federal Lucio Mosquini esteve no Paraguai reunido com milhares de estudantes brasileiros do curso de medicina,

tratando do Sistema Revalida para os diplomados em Medicina nas instituições estrangeiras.

Na segunda-feira (28), o Deputado participou de um evento na Universidad Privada del Este – UPE, acompanhado pelo Reitor Sr. Luis M. Gonzales e um grande número de estudantes brasileiros, Mosquini respondeu a perguntas e falou sobre a importância da MP 890 que regulamenta o Programa Médicos Pelo Brasil.

Já na terça-feira (29) o Parlamentar esteve na Cidade do Leste, onde participou de outra programação na Universidade María Serrana. O auditório estava lotado, e ao final os estudantes fizeram um grito de guerra com os dizeres: “Revalida já!”

Nos últimos dias o Deputado que também esteve recentemente na Bolívia, visitou várias universidades tanto na Bolívia como no Paraguai e aproveitou para conhecer a estrutura das universidades e elogiou o alto padrão de qualidade.

“A luta que os alunos enfrentam em busca do sonho de se tornarem médicos, e depois retornarem ao Brasil para trabalhar, é muito grande. Esses jovens saíram das casas dos seus pais, foram estudar em outro país, superando as dificuldades socioculturais, agora o Congresso Nacional não pode negar isso a eles, pelo simples fato de não terem estudado no Brasil”, disse Mosquini.

A MP 890 deve ser votada na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (30), caso seja aprovada a nova medida traz em seu texto mudanças importantíssimas como a aplicação da prova do Revalida duas vezes ao ano, podendo ser aplicado tanto por instituições públicas como também privadas.

Mosquini falou que a saúde do Brasil está vivendo um momento ímpar, nunca antes os estudantes tiveram uma oportunidade dessa. “ O Brasil precisa entender a grandes desse momento, essa MP representa o sonho de vida dos milhares de brasileiros que hoje não são reconhecidos e nem valorizados pela sua pátria, e nossa luta é para mudar isso, o momento é agora “, finalizou o Congressista.










Nenhum comentário