URGENTE

CHAPA OAB ATIVA APOSTA NO CONE SUL E ZONA DA MATA EM RONDÔNIA

A comitiva visitou duas regiões que são estratégicas ao compromisso de fortalecer a participação da advocacia do interior na Seccional da OAB em Rondônia. É a terceira rodada de viagens em vários municípios, pois esta é a única chapa que indicou um vice-presidente e um conselheiro federal titular do interior do Estado, além de vários conselheiros estaduais.
“Nossa intenção foi construir uma ponte da Capital ao Cone Sul, passando pela Zona da Mata, para que a advocacia rondoniense participe da gestão”, ressaltou Ernande Segismundo, candidato a presidente.
EM VILHENA

O portal da Amazônia tem três candidatos, pois a advocacia da região precisa de um elo com a Seccional. O candidato a conselheiro federal da chapa OAB ATIVA, Eustáquio Machado, é advogado experiente e liderança importante em toda a região do Cone Sul. O advogado Rodrigo Ferreira Batista, representa a advocacia mais jovem no Conselho Seccional. Como conselheira seccional suplente, a indicada é a advogada Sueli Valentin Moro.

Os três acompanharam a agenda de visitas a escritórios de advocacia com o candidato a presidente, Ernande Segismundo que chegou com o vice-presidente, Niltom Marena e a conselheira federal, Keila Maria.
“Nos sentimos prestigiados, porque em véspera de eleição muitos prometem olhar para o interior e depois esquecem. O Dr. Segismundo não, assumiu o compromisso reservando três vagas pra Vilhena, de Conselheiro Federal, Conselheiro Seccional e Conselheira Seccional Suplente”, pontuou Eustáquio Machado.

De porta em porta, a pé, a comitiva apresentou suas propostas e um almoço selou o compromisso com a vitória.

EM ROLIM DE MOURA

Na pujante Zona da Mata, a chapa OAB ATIVA esteve pela terceira vez neste período eleitoral. A agenda de visitas começou com um café da manhã e seguiu até o fim da tarde. A advogada Lílian Santiago Teixeira Nascimento vai representar a advocacia da região no Conselho Seccional.

“Nos sentimos prestigiados com a indicação, pois a região de Rolim de Moura tem uma advocacia de muita representatividade, mas sem voz”, considerou Lílian.
Para Segismundo, na reta final da campanha, a receptividade nessas visitas é um sinal de virada. “Não há outra chapa que tenha olhado para essas duas regiões como olhou a nossa. Nós construímos uma ponte, onde havia um abismo.”

Nenhum comentário