URGENTE

EXPEDITO JÚNIOR DIZ QUE NÃO PENSA EM CANDIDATURA EM 2014

Porto Velho, Rondônia – O ex-senador Expedito Júnior (PSDB) disse que recebeu “com os pés no chão” a notícia de que poderá ser candidato em 2014, mas garantiu que no momento não passa pela sua cabeça a ideia de uma candidatura. Ele lembrou que em 2010, no segundo turno, apoiou Confúcio Moura (PMDB) e torce para que o peemedebista faça um bom governo e possa se reeleger.

“Confúcio Moura é muito maior do que o governo dele. O que eu quero é que o governo do Estado fique do tamanho que é Confúcio Moura”, disse Expedito Júnior. Ele acrescentou que é muito cedo para falar nas eleições de 2014.

De acordo com Expedito Júnior, o momento é o de aumentar o número de filiados no PSDB. Somente em Porto Velho são dez mil tucanos. Ele disse que agora começará a percorrer o interior em busca de aumentar o número de filiados em todo o Estado.

Expedito Júnior afirmou que trabalhará no próximo ano para que o PSDB cresça. Ele citou que o partido deverá ganhar mais uma prefeitura, em Monte Negro. “Eu não queria que o PSDB ganhasse uma prefeitura assim, mas vai acontecer. O primeiro colocado teve o registro da candidatura cassado, o segundo colocado também tem problemas, por isso deverá assumir a tucana Carmem, terceira colocada”, detalhou.

Voltando a falar da decisão do Tribunal Superior Eleitoral, o ex-senador afirmou que foi muito bom receber a notícia. “Fiquei sabendo há uma semana do entendimento do TSE em relação a um caso idêntico ao meu no Paraná, mas não me manifestei. Hoje, depois que o Tudorondônia divulgou o caso, meu telefone não para de tocar, o site é muito acessado. É gente de todo o Estado me parabenizando. O Everton Leoni comentou o caso na televisão”, destacou Expedito.

Ele também disse ser muito cedo para pensar em uma eventual candidatura ao Senado. De acordo com Expedito Júnior, isso tudo dependerá dos rumos que a política tomar de agora em diante. “Por isso a meta é fortalecer o PSDB, para que o partido esteja preparado para disputar cargos em 2014. Entendo que o partido é mais importante do que eu”, acrescentou Expedito Júnior. Ele disse, ainda, que agora ainda aguarda um comunicado oficial do TSE sobre sua situação política.

Nenhum comentário