URGENTE

REVISTA CREDISIS COMPLETA 5 ANOS DE CIRCULAÇÃO


A Revista Credisis & Negócios completou cinco anos de circulação ininterrupta, levando notícias exclusivas de Rondônia para todo o território brasileiro. Idealizada para oferecer informação sobre a cadeia produtiva do agronegócio, com foco no cooperativismo, a publicação já ultrapassou a marca dos 100 mil exemplares nestes cinco anos de circulação e se consolidou como o veículo de comunicação do setor produtivo rondoniense. Com circulação trimestral, a Credisis & Negócios traz a cada nova edição reportagens sobre o segmento produtivo e seus empreendedores. Com um público de leitores constituído por empresários, políticos, industriais, profissionais liberais, comerciantes e produtores rurais, a Credisis & Negócios se tornou referência para os investidores. “A revista Credisis é hoje a principal publicação do cooperativismo de crédito de Rondônia e um importante veículo de comunicação para o segmento do agronegócio”, diz o presidente do Sistema Credisis cooperativista, empresário Gilberto Borgio. De acordo com o presidente da Ji-Cred- Cooperativa de Crédito de Ji-Paraná, empresário Milton Crevelaro, a publicação de uma revista especializada deu voz, não apenas ao cooperativismo, mas aos diversos segmentos do setor produtivo de Rondônia. “A partir da circulação da revista fortalecemos o elo entre os cooperados e as cooperativas integrantes do Sistema Credisis. Além da cultura da cooperação, estamos estimulando as boas práticas empresariais”, registrou. A editora-chefe da publicação, jornalista Edna Okabayashi, fala de sua experiência com a revista Credisis & Negócios. “Produzir uma publicação de alto nível, com circulação regular, sem interrupções, durante cinco anos, representa uma conquista pessoal e profissional”, avalia. “Agradeço a confiança dos diretores do cooperativismo de crédito que integram o sistema Credisis, que nos permitiu ter uma equipe de profissionais experientes e comprometidas com o projeto editorial, que garantem a qualidade final do produto”, resume.

Nenhum comentário