URGENTE

GENERAL DA BANDA DO VAI QUEM QUER FALECEU NESTA MANHÃ E DEIXA CARNAVAL RONDONIENSE DE LUTO

Manelão de camisa preta ao lado da senadora Fátima Cleide (esquerda) abrindo o Carnaval de 2008 levando uma multidão as avenidas de Porto Velho.
Confirmada a morte cerebral de Manoel Mendonça, “Manelão”, empresário e carnavalesco, responsável por comandar o maior bloco de rua da região Norte, Banda do Vai Quem Quer. A informação foi obtida junto ao vice-prefeito Emerson Castro, que recebeu a ligação da irmã de “Manelão”, Socorro, que vai reunir a família com os médicos para desligar os aparelhos que ainda mantém o empresário respirando.

De acordo ainda com informações de Emerson, o velório deve acontecer no Mercado Cultural, localizado no centro de Porto Velho, em frente ao palácio Getúlio Vargas.

“Manelão” deu entrada no Pronto Socorro João Paulo II no último sábado (26) quando sofreu três paradas cardíacas e teve que ser reanimado.

“Manelão” chegou na unidade de saúde em estado gravíssimo. O empresário ficou 15 minutos sem sinais vitais e depois de reanimado sofreu outras duas paradas cardiorespiratórias, agravando ainda mais a sua saúde. Em estado de coma, ele foi internado na UTI ainda na madrugada de domingo (27), por volta de 1h15.

Um boletim médico divulgado na tarde de domingo, assinado pelo médico plantonista Dr. Marcos Roberto, já apresentava uma realidade de poucas perspectivas quanto ao restabelecimento de “Manelão”, que respirava com ajuda de aparelhos e constava de pouca atividade cerebral. “Paciente gravíssimo, não respondendo a estímulos neurológicos, devido a isquemia cerebral ocasionada pela parada cardíaca prolongada, hemodinamicamente instável, necessitando de drogas vasoativas, vasodilatadores cerebrais e cuidados intensivos (...)”, registrava a nota.

Nenhum comentário