URGENTE

SECRETÁRIO WILLIAMES PIMENTEL É APLAUDIDO NA COLETIVA

Pedraça do PMDB foi a coletiva dar o seu apoio ao secretário Williams Pimentel.

INOCENTE
Pimentel transforma coletiva em ato de desagravo
Acompanhado de dois advogados, José de Almeida Júnior e Clenio Amorim, e com 40 minutos de atraso, o secretário municipal de saúde Williames Pimentel foi recebido com aplausos por uma claque estrategicamente acomodada no lugar destinado aos jornalista
Acompanhado de dois advogados, José de Almeida Júnior e Clenio Amorim, e com 40 minutos de atraso, o secretário municipal de saúde Williames Pimentel foi recebido com aplausos por uma "claque" estrategicamente acomodada no lugar destinado aos jornalistas. Aproximadamente 100 servidores da SEMUSA foram ao local da entrevista por "livre e expontânea vontade
" prestar solidariedade ao " Chefe".
Nesta segunda-feira à tarde (12.04), o Secretário Municipal de Saúde Williames Pimentel, explicou em coletiva de imprensa, no auditório do Aquarius Selva Hotel, o motivo de sua prisão. Marcada para iniciar às 15:00, Pimentel – a quem deveria caber a ânsia de se explicar, se atrasou 40 minutos. Quando entrou no auditório, onde foi realizada a coletiva, mais de noventa por cento dos presentes se levantaram e aplaudiram o Secretário.
Segundo a PF Pimentel foi investigado por desvios de recursos públicos durante o tempo em que atuava na Funasa. Na última quarta-feira ele foi encaminhado para o Centro de Correição da PM. A operação desenvolve-se em parceria com a Secretaria Federal de Controle Interno da Controladoria Geral da União e apura crimes de formação de quadrilha, estelionato, fraude em licitações, apropriação indébita, lavagem de dinheiro, peculato, corrupção ativa e passiva, prevaricação, dentre outros, praticados em detrimento de Órgãos Públicos Federais.
Pimentel alegou ter 32 anos de vida pública, e que jamais precisou passar por isso. “ – Minha vida acabou. Cabe a todos vocês – amigos e imprensa – me ajudar a reestruturar aos poucos tudo que conquistei. Não sei com que cara vou poder sair nas ruas, mesmo provando minha inocência” – alega.
José de Almeida Jr (ex-chefe da Casa Civil durante o Governo Raupp e Ex-promotor), e concunhado do Senador Valdir Raupp, e o Dr. Clênio Amorim, se incumbiram da defesa do Secretário de Saúde, e alegaram que a interpretação nos diálogos em que a Polícia Federal grampeou foram concebidas de forma metafórica, mas que deveriam ter sido avaliadas na verdade, literalmente.

Nenhum comentário