URGENTE

CONHEÇA JOÃO CAHULLA, O NOVO GOVERNADOR DE RONDÔNIA

Nesta foto de Ney Cunha Cahulla participa do trio elétrico do Carnaval da Zona Leste em 2010.

O governador João Aparecido Cahulla, filho do agricultor Paschoal Cahulla e da dona de casa Juventina Brasil Cahulla, nasceu em 11 de fevereiro de 1954 no município de Astorga, no estado do Paraná. É casado com a professora Marli Fernandes de Oliveira Cahulla desde 1981, tem três filhos: Taís, Vicínius e João Júnior. Durante a infância, Cahulla ajudava os pais e avós na plantação de café da família. Ao perder seu pai, ainda jovem, passou a ser o responsável da casa. Meses depois seu avô faleceu e Cahulla decidiu ir atrás de novos desafios. Ffoi para cidade de São Paulo em busca de oportunidade de trabalho, e lá começou a trabalhar como comerciário, vendendo máquinas de costura e eletrodomésticos. Em seguida recebeu uma proposta para ser vendedor em uma loja de móveis e eletrodomésticos onde, pelos excelentes resultados obtidos, chegou a ser gerente.

No ano de 1986 decidiu vir para Rondônia, trabalhar como cerealista, junto com seus cunhados em Rolim de Moura. Foi uma fase difícil de adaptação para a esposa e os dois filhos pequenos (Tais e Vinícius).

Foi como cerealista em Rolim que João Cahulla conheceu Ivo Cassol, de quem se tornou amigo e incentivador para que ele ingressasse na política e se candidatasse a prefeito de Rolim de Moura, onde venceram as eleições de 1996. Nesta época, Cahulla foi convidado pelo prefeito Cassol para ser o secretário de Administração do Município. Em menos de um ano assumiu a chefia de gabinete, onde ficou até a disputa para o Governo, em 2002.

Em 2002 Ivo Cassol foi eleito governador do estado de Rondônia com total apoio de Cahulla, que se tornou secretário-chefe da Casa Civil Em 2006, quando tentou a reeleição, Cassol convidou Cahulla para ser o candidato a vice-governador em sua chapa, quando Cassol foi reeleito no primeiro turno.

Em 2010, Cahulla assume o Governo de Estado de Rondônia no lugar de Ivo Cassol, que deixa o cargo para pleitear outro cargo na política.

Nenhum comentário