URGENTE

USINA DE JIRAU APRESENTA CRITÉRIOS DE REMANEJAMENTO DE MUTUM-P-ARANÁ

Usina Jirau apresenta os critérios do Remanejamento à comunidade de Mutum-Paraná

Avaliação das propriedades segue critérios da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Manter a população informada sobre as etapas do Plano de Remanejamento é um dos objetivos da Usina Hidrelétrica Jirau. Para atender a este critério, lideranças da comunidade de Mutum-Paraná participaram de uma reunião com a equipe multidisciplinar da Energia Sustentável do Brasil, na qual puderam entender detalhes sobre o reassentamento, carta de crédito e indenização, as três modalidades de remanejamento sugeridas pela Usina.

Durante a reunião, foi apresentada à comunidade a metodologia de avaliação de propriedades - resultado de uma pesquisa que baseia os itens de composição de uma edificação, desde pregos e tijolos até portas e telhas. Os estudos foram realizados nas áreas urbanas e rurais de influência do empreendimento e atendem às regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). “Os números obtidos representam o valor de cada propriedade. Foram mais de mil itens avaliados, em 49 estabelecimentos comerciais”, relatou o diretor da ECSA Engenharia Ambiental, Luiz Fernando Viotti.

Para o representante dos comerciantes no Grupo de Trabalho de Remanejamento Urbano de Mutum-Paraná, Emídio Virgílio da Silva, as reuniões com a participação dos moradores são importantes porque a comunidade pode opinar sobre as mudanças. "É muito interessante participar destas reuniões e depois passar as informações ao meu grupo. Nós conversamos muito", afirma Emídio.

É justamente neste processo participativo que as ações relativas à Usina Jirau acontecem. “A atuação de cada morador é fundamental”, reitera o gerente de Remanejamento da Usina Jirau, Marco Furini. “Temos o compromisso de atuar com transparência com as pessoas envolvidas e com os órgãos competentes. Todos os levantamentos realizados são apresentados ao IBAMA”, acrescenta.

Dentre os participantes da reunião estavam a administradora distrital Rosilene Prestes, o presidente da Associação de Moradores e Ribeirinhos de Mutum-Paraná, Nélio Veríssimo, além de representantes do comércio, garimpo, funcionalismo público e outras categorias.

Nenhum comentário