URGENTE

DEPUTADA FÁTIMA CLEIDE SOLICITA APOIO PARA O PROGRAMA BRASIL SEM HOMOFOBIA

Durante audiência dia vinte e um (21) passado com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, a senadora Fátima Cleide (PT-RO) pediu “reforço institucional” para o programa Brasil sem Homofobia, uma das bases fundamentais para a ampliação e fortalecimento da cidadania no Brasil, com ações de combate à violência e discriminação contra grupos LGBT.

Capitaneado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, responsável por sua articulação, implementação e avaliação, o programa estabelece diversas ações que permeiam cerca de 18 ministérios. “Estamos com algumas dificuldades em algumas áreas, e hoje temos ação mais efetiva apenas na SDH”, queixou-se o presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, Toni Reis, presente à audiência.

A senadora Fátima Cleide defendeu uma participação mais incisiva do Ministério da Educação na formação dos profissionais de escola para que eduquem para a diversidade. “Essa é uma discussão que esperamos avançar na Conferência Nacional de Educação, está previsto este tema, e queremos também mais recursos para as ações”, disse a senadora.

Do encontro também participaram Igor Martini, do projeto Aliadas, e Rafaelly Wiest, presidente do Grupo Dignidade. Martini abordou a relação com o Congresso Nacional, e as iniciativas de parlamentares que indicam emendas individuais ao Orçamento, lembrando, entretanto, a dificuldade para sua liberação.

Assessoria

Nenhum comentário