URGENTE

COLUNA DO ZÉ CATRAKA

Lenha na Fogueira
Antes de entrarmos nas histórias sobre os 16 anos do Diário da Amazônia.
*********Vamos lembrar os amantes da pesca e dos festivais de praias.
********Que entre os dias 17 e 20 deste mês, acontece o Festival de Praia de Costa Marques.
********É Festival de Praia e de Pescas de Costa Marques.
*******A prefeita Jaqueline Pereira Góes (PR) passa o dia de hoje em Porto Velho, firmando parcerias para a realização do evento.
**********O Festival de Praia de Costa Marques é considerado dos melhores do estado de Rondônia.
*******A empresa Eucatur vai colocar ônibus extras saindo de Ji-Paraná para Costa Marques a partir do dia 16.
*********O Diário da Amazônia vai marcar presença através deste colunista, cobrindo o Festival de Praia e de Pesca de Costa Marques.
********Hoje a prefeita Jaqueline concede entrevista sobre o festival na manhã de hoje em Porto Velho.
*********Em Porto Velho quem está encarregado da divulgação do festival de Costa Marques é o fotografo Rosinaldo Machado.
********Vamos tomar banho de praia no Vale do Guaporé cambada!
********Agora sobre os 16 anos do Diário da Amazônia.
********Aliás, o Diário da Amazônia é uma verdadeira escola de formação de jornalistas.

********Basta lembrara que as melhores cabeças que militam atualmente no jornalismo de Rondônia foram formadas na redação do Diário da Amazônia pelo grande mestre Emir Sfair.
********Vou citar alguns que realmente aprenderam a arte do jornalismo no Diário da Amazônia.
********Começando pelo Marcelo Reis que veio de cabo man da TV Rondônia para se transformar em jornalista no Diário da Amazônia.
*******O vereador que defende o prefeito com unhas e dentes.
*******Montava a coluna social Lucar de Valença que era elaborada pelo seu Emir daí foi aprendendo até passar a titular da coluna.
*******Foi para a editoria de cultura, policia, política, capital e cidade até conseguir ser eleito vereador pelo PV.
*******Marcelo Freire chegou ao Diário da Amazônia antes de sua inauguração como arquivista.
********Depois passou a digitador e a editor do Caderno Diário TV.
********Por ser talentoso, logo passou para a editoria de cidades até chegar a editor de política, saiu de livre e espontânea vontade para assumir a assessoria de comunicação do MP e hoje é diretor de Comunicação da Assembléia Legislativa.
********Gerson Costa hoje um dos proprietários do site Rondônia Agora também aprendeu tudo que sabe de jornalismo na redação do Diário da Amazônia.
*******Segundo suas próprias palavras.
*******Estava procurando emprego e ao passar em frente de um prédio em reforma na rua Joaquim Nabuco resolveu entrar para pedir emprego nem que fosse de ajudante de pedreiro.
********Para sua sorte, quem o atendeu foi o Valdir Costa que ao saber de suas preensões perguntou:
*******“Você sabe digitar rapaz”. Com a resposta positiva, Valdir o mandou digitar alguma coisa e viu que o Gerson era e é uma exímio digitador e imediatamente o contratou como digitador do Diário da Amazônia.
*********Gerson depois assumiu a editoria do Diário TV, foi para a editoria de Cidades e logo depois para a editoria de Política. É considerado um dos melhores nesse naipe.
********Elianio Nascimento esse já chegou ao jornal como repórter e foi logo assumindo a Editoria de Política.
*********Bom de conversa e de escrita aprimorou a arte de escrever com o Mestre Emir Sfair. Hoje é um dos donos do site Rondônia Agora além de bacharel em direito assim como o Gerson.
********Ricardo Calado, veio do Ceará já como repórter e conseguiu ser contrato pelo seu Emir Sfair.
******** Hoje Ricardo Calado vive em Brasília onde é destaque na imprensa do DF.
********E o que esses colegas têm em comum.
*******Aliás o que eles tinham em comum.
*******Estou me referindo apenas aos colegas Gerson Costa, Elianio Nascimento e Ricardo Calado.
********Apesar de serem ótimos repórteres, nenhum deles tinha registro de jornalista.
********Quando o Paulo Ayres assumiu interinamente o Sinjor achou de fazer uma devassa nas redações e o principal objetivo era pegar o Diário da Amazônia empresa onde queria trabalhar e não conseguia ser contratado.
*******Então usou o cargo para ferrar o jornal.
*******Ele sabia que a maioria dos que trabalhavam como repórter no Diário não tinha registro do DRT como jornalista, inclusive eu.
********Para surpresa de todos nós, os três colegas citados acima, além de não portarem o registro do DRT não tinham como conseguir esse registro, uma vez que não tinha terminado o 2º Grau, escolaridade exigida para se obter o registro.
*******Foi aí que o seu Emir conseguiu junto a direção do Colégio Padre Moreti que os três fizesse o provão do supletivo de 2º Grau (Supletivo Fora de Época).
********Hoje todos eles, são considerados bons jornalistas e respeitados por toda classe.
******** Diário da Amazônia, 16 anos, fazendo e formando jornalismo e jornalistas de primeira linha. Parabéns

Nenhum comentário