URGENTE

ODEBRECHT E MESA PARTICIPAM DA AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DE VEREADORES DE PORTO VELHO

Atendendo ao requerimento ordinário de nº 57, de 11 de novembro deste ano, o diretor de Contrato da Odebrecht, José Bonifácio Pinto Júnior e o gerente do Meio Ambiente do Consórcio Madeira Energia S.A - MESA, Acyr Jorge Teixeira Gonçalves participaram nesta terça-feira, (18/11), de uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Porto Velho. Os vereadores questionaram a questão da contratação de trabalhadores locais, a construção das eclusas no rio Madeira, o cronograma da obra, e a parceria com os órgãos. O 1º vice-presidente da Câmara, Ted Wilson (DEM) e o 2º vice-presidente, Kruger Darwich (PC do B) iniciaram a solenidade dando boas vindas aos representantes da Odebrecht e do Consórcio MESA agradecendo a participação que irá esclarecer à população sobre a construção da usina Santo Antônio e seus benefícios para Rondônia. O vereador Assis Raupp (PMDB) explicou porque fez o requerimento a Odebrecht e a MESA para esclarecer a estrutura da construção da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, seu impactos ambientais, as medidas compensatórias e a contratação da mão de obra local, que desde o início foi priorizada para os moradores da região. Trabalhando por uma Rondônia cada vez melhor José Bonifácio explicou aos vereadores todo o processo que possibilitou a construção da Usina Hidrelétrica Santo Antônio. O início dos estudos do inventário feito por Furnas e Odebrecht, em 2001, os estudos de viabilidade técnica em 2002 e o EIA-RIMA - impactos ambientais em 2005 e obtenção da Licença Ambiental em agosto deste ano. Durante todo este período as empresas Furnas e Odebrecht conviveram com as previsões pessimistas de que não seria viável construir uma obra deste porte no rio Madeira. O diretor de Contratos anunciou que os trabalhos estão em ritmo acelerado e o prazo para entrada em operação da usina, que era maio de 2012 caiu para janeiro de 2012.

Nenhum comentário